top of page
Buscar
  • Foto do escritorMiguel Rego

Como fazer uma alimentação saudável com a comida tão cara?

O aumento do preços dos alimentos, em consequência dos problemas logísticos provocados pela pandemia, agravados no último ano pela guerra na Ucrânia, fez aumentar o preço de um cabaz alimentar médio em cerca de 25%.


No Top 10 dos alimentos que mais encareceram temos, à cabeça, a pescada, o azeite, o carapau, a alface frisada e o arroz carolino. Os alimentos ricos em proteínas sofreram aumentos significativos, mas é nos hortícolas como a couve coração, a polpa de tomate, a cebola e cenoura que se verificaram maiores subidas.

Isto coloca um desafio às famílias para conseguirem manter uma alimentação equilibrada. Eis algumas dicas para tentar não rebentar o seu orçamento familiar.

  1. Reduza as porções de carne e peixe. Para um indivíduo adulto, uma porção de 100g de carne ou peixe em cada refeição fornece uma quantidade suficiente de proteínas que lhe permite fazer a renovação dos tecidos, preservar a função do sistema imunitário e mantê-lo saudável.

  2. Evite comer fora de casa. Prepare as suas refeições em casa, leve a sua marmita.

  3. Cozinhe reduzindo os custos de energia. Aproveite o vapor libertado na confecção de sopa, de arroz ou massa e coza legumes ou peixe. Utilize um robot de cozinha, como a Bimby, que cozinhe em diferentes níveis.

  4. Faça uma lista de compras, não leve as crianças e não vá de estômago vazio.

  5. Planeie e estruture as suas refeições. Gastar uma hora a planear, vai poupar imenso tempo depois na altura da confecção.


20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page